arquitetura

Estilo minimalista e totalmente branco para a House of Lorrainen por dmvA Architecten

House of Lorrainen dmvA Architecten
Estilo minimalista e totalmente branco para a House of Lorrainen por dmvA Architecten Foi alterado: 2021-06-11 di Bento Flores

A House of Lorrainen é uma residência de estilo minimalista com uma aparência totalmente branca, projetada e construída com a máxima atenção em cada detalhe por dmvA Architecten na Bélgica, especificamente em Malines. Este é o principal exemplo de arquitetura minimalista que pretende, ao mesmo tempo, manter a estrutura, formas e geometria da rua em que se insere. O seu criador, de facto, não queria de forma alguma romper e romper com os espaços existentes, mas sim garantir a máxima continuidade possível.

Os espaços interiores em estilo minimalista

Muito cuidado também foi tomado no estudo dos espaços interiores e, sobretudo, na sua personalização. Estas pequenas residências verticais não foram de facto organizadas de forma independente pelos arquitectos, mas cada proprietário conseguiu completá-las à vontade para melhor responder às suas necessidades pessoais. Também neste sentido, portanto, é possível compreender a máxima flexibilidade e disponibilidade dos arquitetos.

House of Lorrainen dmvA Architecten

O aspecto mais importante da residência: a fachada

O aspecto mais importante do trabalho do dmvA Architecten é certamente o grande cuidado que foi dispensado ao projeto e construção das fachadas da residência. Antigamente a estrutura que ficava na esquina da rua era branca, pelo que todas as casas novas eram também rebocadas da mesma cor (outro elemento de continuidade dos espaços), ainda que cada uma fosse construída com materiais de construção diferentes. A primeira fachada, por exemplo, é em ripas de alumínio, enquanto a segunda é em concreto pré-fabricado em forma de cruz. O terceiro é feito de vidro, então o andar térreo é perfeitamente adequado para ser usado para hospedar vitrines e lojas. O quarto é em gesso branco liso.

House of Lorrainen dmvA Architecten

Que sensações as fachadas transmitem

À primeira vista as fachadas, ainda que diferentes, transmitem uma sensação de amplitude, abertura e quase liberdade, mas ao mesmo tempo conseguem garantir o máximo de privacidade e confidencialidade. Infelizmente, a casa por dentro não era muito iluminada, mas os arquitetos resolveram o problema criando uma passagem interna que permite que a luz circule melhor. Essa mesma passagem também desempenha um papel social muito importante para os moradores, pois logo se tornou um ponto de encontro social para se reunir até mesmo para conversar.

O jardim vertical

Os arquitectos também pensaram em dar um toque de verde, pelo que criaram também um jardim vertical construído numa das paredes da fachada interna.

Também recomendamos

responder