Design News

Rio + Design, mostra da indústria criativa do Rio de Janeiro comemora dez anos de participação na Milan Design Week 2018

Rio + Design, mostra da indústria criativa do Rio de Janeiro comemora dez anos de participação na Milan Design Week 2018 Foi alterado: 2018-04-06 di Bento Flores

Um aniversário importante: o Rio + Design comemora dez anos no Fuori Salone da Milan Design Week. A convite da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), de 17 a 22 de abril, a iniciativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro, promovida através da Secretaria de Gabinete e Desenvolvimento Econômico, terá mais uma vez participa da mostra Be Brasi l, no bairro de Maroncelli, entre galerias de arte e ateliês de moda.

“Para nós é uma missão mostrar ao mundo o que o Rio de Janeiro tem: design original e de qualidade, e temos muito orgulho disso. No mercado externo, nossos produtos são cada vez mais apreciados por compradores, distribuidores e imprensa. Tudo isso é resultado, entre outras iniciativas, do trabalho realizado na última década para fortalecer nossa marca e o nome de nossos designers, sempre apresentando produtos inovadores durante o Salone del Mobile em Milão. E já estamos caminhando para estabelecer novas parcerias e novos negócios na edição deste ano ”, afirma a subsecretária de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro, Dulce Ângela Procópio.

Cerca de 30 criações de 14 estúdios de design (com nomes consagrados e novos talentos) farão parte do cenário de produção do “Made in Rio”. Móveis, objetos de decoração, utensílios do cotidiano fazem parte da variada seleção de peças.

Guto Indio da Costa (Indio da Costa Design) apresentará sua primeira coleção de cadeiras de madeira, mostrando a versão neste material dos modelos Serelepe - com seu perfil dinâmico e estilo atemporal - e ICZERO1 - repleto de "bossa", com encosto curvo e assento fino.

Zanini de Zanine (Studio Zanini) expõe a poltrona e pufe Serfa, em couro e madeira, uma homenagem aos lendários designers Sergio Rodrigues (seu mentor no início de carreira) e Ricardo Fasanello.

De Carlos Alcantarino (Estúdio Alcantarino) o público apreciará a poltrona Lov, reinterpretação contemporânea da tradicional cadeira de balanço, feita de madeira de Tauari e couro envelhecido, adequada tanto para a sala quanto para o terraço.

Gisela Simas (Design prático Original) estará presente com dois produtos de cortiça surpreendentes: Dora a mesa com seu design arrojado e inovador Congonhas lâmpada do teto, equipado com tecnologia LED de intensidade ajustável e inspirado na forma das asas de um Boeing 737- 800.

Ricardo Graham (O Ebanista), em linha com a actividade que dá nome ao seu atelier, vai participar com sete criações que valorizam diferentes tipos de madeiras e acessórios requintados: o sofá Paris, os vasos Freijó, Braúna e Muirapiranga, a fruteira ipê, os bancos Pirralhos e Aragonês.

Gustavo Martini expor a cadeira Joá (caracterizado pelo contraste entre a rigidez da estrutura de metal preto e a naturalidade da sede em tecidos moles), bacia fruta Carmen (modular e desenvolvido com impressão 3D, em colaboração com Camila Fix) e o vaso Segurar (carvalho, com a sua forma geométrica cativante e o incrível jogo de cores).

Da marca Fubbá Objetos Inteligentes estará a mesa de centro Dumdum: versátil, empilhável e de altura variável, projetada pela arquiteta Marta Rubio Lopez, é feita em compensado com acabamento laminado de bambu. E, ainda, a banqueta portátil Boiadeiro, da autoria de Alessandro Montenegro e Henrique Gomma - montável sem parafusos ou ferragens, com estrutura em aço carbono com pintura eletrostática, assento em lona envolto em couro e pinos de demolição de madeira, pode ser utilizado em posição tradicional ou nesse tipo de sela de cavalo.

Gustavo Bittencourt (Atelier Gustavo Bittencourt) é o autor do Buffet Brise-Soleil, que será exibido para a ocasião: em freijó, com porta retrátil, é uma homenagem ao brise, elemento arquitetônico que serve para mitigar a incidência solar.

Rodrigo Calixto (Oficina Ethos) é representada pelo banco Tigres (feito com dois tipos de madeira maciça em uma única edição) e pelo balanço Bilanx (concebido com Guilherme Sass, também em madeira e com douradura de folha de ouro 22k).

Leonardo Lattavo e Pedro Moog (Lattoog) prometem encantar com o projeto Gotinha, uma casa de pássaros, suspensa e em forma de gota, feita de madeira maciça, fibra sintética colorida e corda náutica.

Victor Mascarenhas e Luciana Borges (Bolei) oferecem o copo Menos 1 Lixo - prático, reutilizável e sustentável, desenvolvido para a campanha homônima de consumo consciente. Em silicone retrátil, reciclável e resistente, é ideal para bebidas quentes ou frias.

A escada de fezes 7A, da Velt, É um outro objecto que vai estar em exibição: multifuncional, ideal para pequenos espaços, com corpo em aço carbono com pintura eletrostática e pernas de aço inoxidável.

O curioso abridor de garrafas Répiauer também é digno de menção Gustavo Falcão , feito de materiais reciclados, variando de vários tipos de madeira que compõem até suportes metálicos de prateleiras de ferro.

Sublinhando a origem da exposição, Renata Pereira (Oficina 021) assina a linha de luzes de placa, corte acrílico e laser gravado com motivos inspirados na paisagem do Rio de Janeiro, como o Corcovado, Pão de Açúcar e Morro Dois Irmãos.

 

Também recomendamos

responder