visual

NOGALLERY apresenta MAR DE MILÃO

andrea Brischi OLONA 150x120cm tecnicamistasufodera
NOGALLERY apresenta MAR DE MILÃO Foi alterado: 2013-10-28 di jessica zannori

Galeria de Young, o jovem curador, jovens artistas. O coletivo SEA MILAN que abre quarta-feira novembro 6 2 em via Maroncelli em Milão visa trazer o mar para a cidade. Porque Luisa Gagetti e Maddalena Gesess, mãe e filha apaixonadas pela arte, fundadora e diretora de uma e curadora da outra, preferiram mudar-se e abrir uma galeria à beira-mar.

Sua NOGALLERY, inaugurado em 2012, na verdade não é em Milão, mas em Santa Margherita Ligure e, fora dos circuitos da moda que agora também incluem a arte, acolhe artistas talentosos a fim de aumentar a comunidade de jovens colecionadores. Mas no final da temporada de verão sentiram a urgência, naquela mesma Milão da qual se distanciaram inicialmente, de dar continuidade ao seu projeto, o que parece um pouco um desafio. Na verdade, eles se preocupam particularmente em dar espaço aos jovens, cultivando seu talento desde a escola, bem antes de entrarem no mundo adulto.

A proposta de "trazer o mar na cidade" foi recebido por cinco artistas já perto de NOGALLERY nascido em cinco cidades diferentes, Barchitta Alessio, Andrea Bruschi, Giuliano Cataldo Giancotti e David Marega, mas todos da Academia de Belas Artes de Brera, exceto Helene Cortese, artista genovês, que cria uma ponte com o assento na praia. Mas SEA MILAN pode ser a poluição atmosférica? Eles são os canais ou rios ocultos? E 'o mar de pessoas que se deslocam no trânsito?

A exposição comissariada por Maddalena Gesess destaca a novos talentos de jovens artistas que refletem em um Milan interpretado como: a INFINITE JOURNEY ÚNICO que tirar do rio a partir OLONA: entre estes TRAME, agitar! Através dos títulos das obras, descobrimos um mar imaginário em Santa Margherita concebido e apresentado em Milão, em uma galeria temporária entre pães e vinhos da Ligúria.

A filosofia da NOGALLERY é buscar o talento nos jovens que das academias - recém-formados ou ainda não graduados oriundos principalmente das Academias de Belas Artes de Milão, Torino e Gênova - vêm ao mundo, apoiando-os nesta complexa transição, oferecendo-lhes a chance de se expressarem sem vínculos e de vender as suas obras a preços acessíveis (máximo de dois mil euros) de forma a começarem a ser valorizadas no mercado da arte. Abrindo NOGALLERY, o objetivo de Luisa, como ela própria diz, é “criar um espaço, uma encruzilhada de pensamentos onde um público aberto às inovações se entrelaça e se relacione com jovens artistas que com entusiasmo e energia saibam se envolver contra qualquer lógica de carreirismo e consumismo ". Sua filha Mad aderiu ao projeto com entusiasmo desde o início, porque para ela "a arte é um bem primário indispensável para projetar o futuro".

giulianocataldogiancotti.CAMMINOINFINITO.saldaturasulastradiferro.200x55cm

davide.maregaTRAME.oliosutavola.70x100cm

helene.cortese.SCUOTIMI.terracottadipintaadingobbioesmalto40x60cm

Também recomendamos

responder