Design News

Filippi 1971 apresenta Vafer: um novo material sustentável e personalizável para o mundo do design

Filippi 1971 apresenta Vafer: um novo material sustentável e personalizável para o mundo do design Foi alterado: 2022-11-10 di Vincenti Volonté Comunicação

A Filippi 1971 apresenta Vafer, seu novo material sustentável e personalizável, resultado da pesquisa contínua e diversificada da empresa, uma forja de ideias e novos materiais há 50 anos.

Vafer é um Augmented Material que vem da interlaminação de folheado de álamo, ou outras essências, e VittEr®, a multicamada compacta de alto desempenho exclusiva da empresa, feita apenas com papel à base de celulose de cadeias de suprimentos certificadas pelo FSC®.
Uma composição estudada ad hoc, com espessuras de 3mm a 60mm, que por isso alterna camadas do material exclusivo da empresa VittEr®, mesmo em cores diferentes, com folheado de choupo com combinações totalmente personalizáveis.
A última camada externa do Vafer pode ser em VittEr® de forma a beneficiar o novo material com as inúmeras características que identificam o VittEr® como resistência a arranhões, choques, água, calor, propriedades antibacterianas.

Uma solução de cadeia de suprimentos inovadora, de qualidade e 100% italiana, projetada para oferecer ao mundo do design um produto semi-acabado adequado às necessidades de design contemporâneo também em termos de sustentabilidade; Vafer é de fato completamente reciclável e renovável.

Uma nova experiência de material que pode ser aplicada na criação de componentes de decoração, até mesmo em banheiros e cozinhas, com consideráveis ​​graus de personalização tanto em termos de acabamento quanto nas cores das camadas em VittEr®, agora disponível em quinze tons contínuos de ampliação.

O Vafer destaca-se assim pela maior leveza, com a mesma espessura, face a um produto inteiramente em VittEr®, permitindo assim a criação de painéis de maior altura.
A ausência de bordas, como no VittEr®, permite vislumbrar a estrutura em camadas do material, elemento de reconhecimento e singularidade estética.

www.filippi1971.com

Também recomendamos

responder