Michele De Lucchi

Michele De LucchiMichele De Lucchi

Michele De Lucchi nasceu em 1951 em Ferrara e formou-se em arquitetura em Florença.

Nos anos da arquitetura radical e experimental ele esteve entre os protagonistas de movimentos como Cavart, Alchymia e Memphis. Ele projetou lâmpadas e elementos de decoração para as mais conhecidas empresas italianas e europeias. Foi responsável pela Olivetti Design de 1988 a 2002, desenvolveu projetos experimentais para Compaq Computers, Philips, Siemens, Vitra e desenvolveu várias teorias pessoais sobre a evolução do escritório. Ele projetou e renovou edifícios no Japão para a NTT, na Alemanha para o Deutsche Bank, na Suíça para a Novartis e na Itália para a Enel, Olivetti, Piaggio, Poste Italiane, Telecom Italia. Desde 1999, ele está encarregado do redesenvolvimento de algumas das usinas da Enel. Para o Deutsche Bank, Deutsche Bundesbahn, Enel, Poste Italiane, Telecom Italia, Hera, Intesa Sanpaolo e outros institutos italianos e estrangeiros, tem colaborado na evolução da imagem introduzindo inovação técnica e estética no local de trabalho.

Ele foi curador de muitas instalações para exposições de arte e design e projetou edifícios e intervenções de exposições para museus como a Trienal de Milão, o Palazzo delle Esposizioni em Roma, o Neues Museum em Berlim. Nos últimos anos, ele desenvolveu vários projetos arquitetônicos para clientes públicos e privados na Geórgia, como o recém-inaugurado Ministério de Assuntos Internos e a Ponte da Paz em Tbilisi.

O trabalho profissional sempre foi acompanhado por pesquisas pessoais sobre os temas de design, design, tecnologia e artesanato. Em 1990, ele criou a Produzione Privata, uma pequena empresa na qual Michele De Lucchi cria produtos feitos com técnicas artesanais e artesanais. Desde 2004 esculpe casas de madeira com motosserra buscando a essencialidade da forma arquitetônica.

O estudo AMDL Srl está sediada em Milão e Roma.
Em 2003 o Centro Georges Pompidou em Paris adquiriu um número considerável de suas obras. Seleções de seus produtos são exibidos nos museus mais importantes da Europa, os EUA eo Japão.

Inúmeros prêmios internacionais.
Ele ganhou o prêmio Compasso d'Oro-Adi em 1989 com a lâmpada Tolomeo projetada para Artemide e em 2001 com a impressora Olivetti Artjet 10. Em 2000 foi premiado com a honra de Oficial da República Italiana pelo Presidente Ciampi por méritos na área de design e arquitetura. Em 2001 foi nomeado Professor Catedrático de clara fama na Faculdade de Design e Artes do Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza. Em 2006 ele recebeu um Doutorado Honorário da Kingston University, por sua contribuição para a "qualidade de vida". Desde 2008 é Professor Catedrático da Faculdade de Design da Politécnica de Milão e Acadêmico da Academia Nacional de San Luca em Roma.
Em 2009 que recebeu o Velocino de Ouro e Ordem 2010 a Ordem Presidencial de Excelência o Presidente da Geórgia, Mikheil Saakashvili.


 

Exibindo 9 resultados

  • Candeeiro de mesa TOLOMEO Rosso design Michele De Lucchi | Giancarlo Fassina para ARTEMIDE

    225,00
  • candeeiro de mesa de design TOLOMEO alumínio Michele De Lucchi | Giancarlo Fassina para ARTEMIDE

    215,00
  • lâmpada de parede TOLOMEO projeto micro alumínio Michele De Lucchi | Giancarlo Fassina para ARTEMIDE

    130,00
  • lâmpada de parede projeto TOLOMEO alumínio Michele De Lucchi | Giancarlo Fassina para ARTEMIDE

    108,00
  • luminária LED NET Projeto branco linear Michele De Lucchi | Alberto Nason para ARTEMIDE

    1.276,00
  • Luminária LED NET Branco design circular Michele De Lucchi | Alberto Nason para ARTEMIDE

    1.176,00
  • candeeiro de mesa dioscuri 42 cm Projeto branco Michele De Lucchi para ARTEMIDE

    445,00
  • lâmpada de parede dioscuri 25 cm Projeto branco Michele De Lucchi para ARTEMIDE

    225,00
  • pendurado lâmpada Projeto branco Castore Michele De Lucchi | Huub Ubbens para ARTEMIDE

    341,91